Radio GORGS


20/11/2014 - PATRULHA BADEN-POWELL - NORDESTE

PATRULHA BADEN-POWELL - NORDESTE

  LEMBRAMOS AOS COLEGAS RADIOAMADORES, PRINCIPALMENTE OS RESIDENTES  NA REGIÃO NORDESTE, QUE TODAS ÀS QUARTAS-FEIRAS, DAS 20 ÀS 21 HORAS, NA QRG DE 7.090 MHZ. ESTÁ SENDO REALIZADA A TRADICIONAL PATRULHA BADEN-POWELL - DA RODADA SEMPRE ALERTA PARA SERVIR!

A COORDENAÇÃO ESTÁ A CARGOS DOS COLEGAS : PT7OS - EDY  e  PR7JP - JORGE.

AGUARDAMOS A PRESENÇA DOS COLEGAS PATRULHEIROS!
16/01/2015 23:33:49 - Rio Grande do Norte

VI Jamboree Nacional Escoteiro 2015

11 a 16 de janeiro de 2015 - NATAL - RN - Boletins disponíveis

Com o sol que faz no Nordeste, o filtro solar e o óculos escuros serão indispensáveis. Mas enquanto o Jamboree não começa e ainda não é necessário arrumar as mochilas, fique por dentro das informações básicas para participar do VI Jamboree Nacional Escoteiro, que será em Parnamirim, município da região metropolitana de Natal/RN, de 11 a 16 de janeiro de 2015.
Convide seus amigos escoteiros para participar deste grande encontro, que será repleto de momentos inesquecíveis em um dos lugares mais bonitos do país!
Para facilitar a participação de todos os Escoteiros do Brasil a UEB negociou uma condição especial e oferecida diretamente para cada associado, entre agora mesmo no Meu Sigue e clique na opção convênio, para poder ter acesso ao site de compras da TAM, criado especialmente para o atendimento dos Escoteiros!

A P O I O


20/11/2014 - PARA REFLEXÃO!

Qual é a sua causa?
 
 
Uma revista traz estampada em sua capa uma questão direta e provocante: Qual é a sua causa?
Logo abaixo da pergunta tema da matéria principal, um pequeno texto explicativo:
Todo mundo pode fazer a diferença. E nem precisa mudar o mundo. As maiores lutas estão no dia a dia.
No corpo do periódico, o texto da matéria começa declarando:
Doar sangue, cabelo, alegria ou tempo. Resgatar a autoestima, um animal, um sonho ou uma vida. Conheça histórias de pessoas que descobriram diferentes razões para viver e uma mesma felicidade – a de ajudar.
Logo em seguida, lemos diversos relatos de pessoas e suas causas nobres. Algumas muito singelas, mas todas extremamente importantes.
Uma mulher deixou o cabelo crescer e depois doou para pacientes em tratamento quimioterápico.
Um homem liderou o projeto de tombamento do bairro onde nasceu e cresceu.
Mulheres que, para defender a causa do parto humanizado tornaram-se doulas, ou seja, mulheres que dão suporte físico e emocional a parturientes.
Um adolescente acompanha a mãe numa atividade de contar histórias, brincar e conversar com crianças carentes, filhos de dependentes químicos.
E muitos outros vão surgindo, desenhando suas belas causas, produzindo como que uma pintura indescritível que só o bem é capaz de retratar.
Talvez possamos nos perguntar: Será que todos nós precisamos ter alguma causa? Não é suficiente apenas viver bem, amar, cuidar da família, respeitar o próximo?
Para um grande número de pessoas, possivelmente sim, mas não sentimos dentro de nós uma vontade de fazer algo mais? Um vazio que, por vezes, nos desanima e não sabemos o que é?
Se já somos suficientemente esclarecidos, se já conhecemos a mensagem do Cristo, se já entendemos os propósitos da vida, da encarnação, do planeta, será que não podemos fazer algo mais do que vimos fazendo?
Não precisa ser nada grandioso, como afirma o próprio texto da reportagem. Pode ser algo em nossa comunidade, algo que faça de nós um agente de união, de civilidade, de bom senso.
O mundo precisa de líderes bons, que façam mais do que falem.
Estamos cansados dos que falam, prometem, têm bela oratória e não honram seus dizeres.
Queremos o silêncio das boas ações.
Assim, trazemos este suave convite: abracemos uma causa qualquer. Aquela com a qual mais nos identifiquemos.
Entreguemo-nos a algo sem interesse próprio, doando nosso tempo, nossa energia, e descubramos o quanto isso pode fazer bem aos outros e a nós mesmos.
O gesto de levantarmos uma bandeira para defendermos uma causa em que acreditamos, verdadeiramente, nos enche de vitalidade, o coração bate diferente e nos inunda com saúde.
Defender uma causa é dizer não à indiferença que teima em querer nos tornar zumbis da modernidade, repletos de informação, repletos de conhecimento, mas pobres no sentir.
Importemo-nos com algo. Importemo-nos com nosso próximo. Importemo-nos.
Qual é a sua causa?
 
Redação do Momento Espírita, com base em reportagem de Helaine Martins, Carla Pimentel, Rafaela Carvalho, Carolina Muniz e Roberta Barbieri, da revista Sorria, de agosto/setembro de 2014.
Em 17.11.2014.
 

A P O I O


20/11/2014 - F E N A J.

Democratização da comunicação 19/11/2014 | 10:41
Presidente da FENAJ defende
 
O presidente da FENAJ, Celso Schröder, defendeu, no Fórum Brasil de Comunicação Pública, realizado em Brasília nos dias 13 e 14 de novembro, a necessidade do país dar "o segundo salto para a frente" no setor. Ao fazer um balanço das ações institucionais desde o governo Lula,, ele criticou a opção governamental nas políticas relativas ao Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD) e apontou como avanço a criação da EBC e a perspectiva do fortalecimento do sistema público de comunicação no Brasil. Considerou, no entanto, que é preciso avançar mais.

Promovido pela Secretaria de Comunicação da Câmara dos Deputados e pela Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão e o Direito à Comunicação com Participação Popular (FrenteCom), o Fórum Brasil de Comunicação Pública reuniu representantes de entidades atuantes na comunicação social na esfera pública e na sociedade civil, parlamentares e representantes do governo federal.

No final do evento foi aprovada a Carta de Brasília, que defende o fortalecimento da comunicação pública e de um Sistema Público de Comunicação. Uma Comissão de Sistematização ficou encarregada de organizar um documento com as propostas apresentadas no evento, para posterior entrega ao governo federal.

Ao participar do painel 2, "Tecnologia e Infraestrutura do Sistema Público" - um dos 7 painéis que compuseram a programação do evento -, o presidente da FENAJ resgatou que, quando o governo Lula abriu o debate sobre a estrutura de comunicação no país a partir das novas tecnologias, a entidade sustentou que o país passava por um momento decisivo para a construção de um marco regulatório realizável a partir das definições da Constituição aprovada em 1988.


Schröder lembrou, também, que o debate sobre o SBTVD passou a se dar em câmaras setoriais a partir das premissas do multicanal, multisinal, convergência tecnológica e alta definição. "Mas, se por um lado acertou ao criar a EBC, por outro o governo errou ao ceder às pressões da Rede Globo na definição do sistema japonês para o Brasil e ignorar as contribuições de mais de 40 consórcios nacionais envolvendo universidades, instituições de pesquisa e entidades que sustentavam que as definições necessárias iam muito além da mera opção sobre o sistema japonês ou o dos Estados Unidos", disse.

Para o presidente da FENAJ o resultado foi a inexistência de um novo marco regulatório para as comunicações no país e a entrada das empresas de telefonia no campo da radiodifusão, ampliando o espectro ologopolista e sem a obrigação de cumprir as regras às quais estão submetidas às demais empresas de radiodifusão no Brasil.


Particularmente quanto ao sistema público de comunicação, Schröder defendeu a necessidade de dar "um segundo salto para a frente", com a convocação do III Fórum Nacional de Emissoras Públicas e a superação da verticalização ainda existente nas relações entre a EBC e as demais emissoras públicas. "Este segundo salto para a frente na democratização da comunicação no Brasil só se concretizará com a horizontalização do sistema e da rede pública, contrapondo-se ao que ocorre com as grandes redes de TV no país, e com um novo marco regulatório para o setor", sustentou.
 
 
Dirigentes sindicais cobram do governo ações para combater crimes contra jornalistas
 
Em reunião com a Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Maria Filomena De Luca Miki, no dia 14 de novembro, dirigentes da FENAJ cobraram mais ações do Ministério da Justiça para combater a violência contra Jornalistas. A agenda fez parte da movimentação internacional promovida pela Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) no mês de novembro na luta para combater a impunidade nos crimes contra profissionais de comunicação.

A FIJ desenvolve, até o dia 23 de novembro, uma campanha para combater a impunidade nos crimes contra jornalistas e outros profissionais de mídia. Além de contatos com órgãos governamentais por parte das entidades representativas da categoria, a Federação Internacional dos Jornalistas lançou uma campanha de mídia social e pede a adesão dos apoiadores deste movimento .

Na reunião com a Secretária Nacional de Segurança Pública, os dirigentes da FENAJ Celso Schröder, Valdice Gomes, Suzana Tatagiba e José Carlos Torves cobraram encaminhamentos concretos com relação às propostas apresentadas pelo Grupo dos Comunicadores, criado no âmbito do Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH), para o enfrentamento da violência contra profissionais da comunicação no Brasil. Entre eles a concretização do Observatório da Violência contra Comunicadores e a federalização de crimes contra jornalistas.

O presidente da FENAJ, Celso Schröder, fez referência a duas modalidades de agressões a jornalistas que são recorrentes no Brasil, os "crimes por encomenda" e os "crimes contra manifestações públicas" e lembrou a solicitação, não atendida, de que o ministro da Justiça fizesse uma manifestação de violência contra manifestações às polícias federais e estaduais.

Neste momento, assessores da secretária registraram que o Ministério da Justiça fez uma cartilha de orientações aos jornalistas. "Mas foi uma cartilha que não serviu aos jornalistas, pois ela dizia como se comportarem para não apanharem da polícia, o que, na prática, significava não fazer jornalismo, e não foi o que pedimos", criticou o presidente da FENAJ.

Os representantes da entidade cobraram também, além de um protocolo para as policias federal e estaduais não agredirem jornalistas, nem impedirem o trabalho da imprensa, a elaboração de um Protocolo de Segurança envolvendo também as empresas de comunicação e o Ministério do Trabalho e Emprego.

A secretária Regina Miki registrou que as iniciativas do Ministério foram tomadas em um período em que eram necessárias ações emergenciais em função da agenda da Copa do Mundo. Registrou, também, que o período atual é de transição do primeiro para o segundo governo da presidente Dilma Roussef. Comprometeu-se, contudo, em propor, na reestruturação do Ministério da Justiça, a reinstalação da Comissão de Comunicadores, agora coma função de dar consequência às políticas e ações propostas no relatório final entregue em junho de 2014.

A P O I O


20/11/2014 - LOJA ROSACRUZ JOÃO PESSOA - AMORC






ATIVIDADES PARA OS DIAS 22 / 23 - 11 - 2014


01 - SÁBADO: 22/11 - 18h00 - CONVOCAÇÃO RITUALÍSTICA 
02 - SABADO: 22/11 - 20h15 - INICIAÇÃO AO PRIMEIRO GRAU DE TEMPLO 
                                                    1ª PARTE
    DOMINGO:23/11 - 08h00 - INICIAÇÃO AO PRIMEIRO GRAU DE TEMPLO - (FINAL)


No domingo temos o café da manhã compartilhado, devemos levar frutas, café, suco, leite, pão, queijo, biscoitos, etc.

O serviço rosacruz é a forma que temos de reconhecer e agradecer ao Deus do nosso coração por tantas dádivas recebidas em nosso processo de evolução.
 
03 - DOMINGO - 10h30 -  ALEGORIA "O CHAMADO" PARA A ORDEM GUIAS DO GRAAL.

OBS: PODERÁ SOFRER ALTERAÇÃO DE HORÁRIO, POIS CONTAREMOS COM A PRESENÇA DA GRANDE CONSELHEIRA DA REGIÃO NE1 E EQUIPE DA LOJA NATAL.
 
 
Estimados Fratres e Sorores,

Saudações Rosacruzes!

                   "Dê um presente a sua alma, neste período de energias de AMOR,
                     vá ao encontro do SER Crístico
 que habita seu Coração.
​                     No silencio, Desperte-o!"


​Com muita satisfação, passamos às suas mãos todo o material relativo às inscrições no ​Trigésimo Oitavo Encontro de Recolhimento Interior Rosacruz - 38° ERIN R+C, abrindo, assim, as inscrições para participação.

Ele será realizado nos dias 05, 06 e 07 de dezembro vindouro, na Colônia dos Padres Salesianos, em Jaboatão dos Guararapes - PE. Todos os detalhes para as inscrições constam no material em anexo, e pedimos a especial atenção dos Dignos Mestres, para a divulgação e inscrição nos Organismos Afiliados.
Solicitamos que divulguem amplamente a realização de nosso Trigésimo Oitavo Encontro de Recolhimento Interior Rosacruz, a fim de que, mesmo os Rosacruzes que  não frequentam nossos Organismos Afiliados, possam usufruir dos maravilhosos benefícios advindos de sua participação. 
Contamos com a presença de todos os fratres e sorores da Ordem Rosacruz, AMORC neste encontro que já se solidificou como parte do calendário oficial de atividades de nossa Região.

Ficamos ao dispor para quaisquer esclarecimentos ou informações que sejam necessárias.
 

Que a Eterna Luz da Sabedoria Cósmica nos ilumine, sempre!

Com melhores votos de Paz Profunda,

Tereza Maria de Albuquerque
Grande Conselheira - Região NE-1







.

.